Mandaste-me, Amigo Jesus,

amar os outros,

como Tu nos amaste,

quer dizer,

até ao fim, até ao fundo,

dando tudo

e sacrificando-me por eles,

dando-lhes o primeiro lugar,

e sendo eu a dar sempre o passo

primeiro do perdão e da paz.

 

Reconheço, Amigo Jesus,

que é um mandamento muito difícil,

mas um mandamento extraordinário,

que nos alegra,

que nos faz felizes,

que nos une uns aos outros.

 

Amar os outros como Tu, Amigo Jesus,

é difícil, custa muito,

mas, CONTIGO, Amigo Jesus,

é possível,

porque Tu nos amas muito, muito,

muitíssimo...

publicado por catequesebarra às 18:27