Diocese de Aveiro viu crescer no último ano lectivo o número e a percentagem de alunos matriculados nas aulas de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC). Perante este facto, D. António Francisco dos Santos, bispo de Aveiro, escreveu uma Nota Pastoral sobre as aulas de EMRC onde felicita os encarregados de educação “por esta opção livre, consciente e assumida”.

Com o título «Dar valor e sentido à vida», o prelado realça neste documento que este acréscimo “exprime e revela uma procura responsável e lúcida de valor humano e de sentido cristão para a vossa vida”. Por outro lado, explica o porquê deste aumento de inscritos nas aulas de EMRC. “À consciência esclarecida dos alunos, à corresponsabilidade crescente dos pais e encarregados de educação, ao empenhamento perseverante e ao dinamismo pedagógico dos professores, ao trabalho sustentado e envolvente do Secretariado Diocesano e à salutar articulação destas várias instâncias com os Órgãos Directivos das Escolas e com as Comunidades Escolares”.

As aulas de EMRC inscrevem-se neste horizonte de serviço aos alunos e à Comunidade Educativa e prestam um “inalienável contributo nesse sentido”. “Ajudar os jovens a crescer com valor, oferecendo-lhes um percurso com sentido cristão, é uma das missões primeiras das aulas de EMRC” – escreve o bispo de Aveiro.

A presença da Igreja nas Escolas tem “sido reconhecida, respeitada e assumida ao longo dos tempos no nosso País”. Com o mês de Junho iniciam-se nas Escolas as matrículas para o próximo ano lectivo. “Este é por isso um tempo oferecido à reflexão e à decisão em consciência e em plena liberdade dos alunos, das famílias e das comunidades” – sublinha.

Os novos programas e os novos manuais de Educação Moral e Religiosa Católica, que estão já em fase de publicação, “constituem um valor acrescentado a exigir de todos nós um renovado interesse e a impor uma comum responsabilidade” – conclui D. António Francisco dos Santos.

fonte: Agência Ecclesia

 

publicado por catequesebarra às 01:18