APELO DA BEATA MADRE TERESA DE CALCUTÁ

PRÉMIO NOBEL DA PAZ EM 1979

 

 

 

"Deixemos a Criança nascer!"

" A nós, os que aqui nos encontramos, os nossos pais nos quiseram.Não estariamos aqui, se os nossos pais nos tivessem abortado.Os nossos filhos, nós queremo-los, nós amámo-los.Mas, e os outros tantos e tantos milhões? Muita gente preocupa-se em valer às crianças de África, onde tantas morrem, talvez por deficiente alimentação, pela fome, etc., mas há milhões e milhões que morrem por vontade deliberada da sua própria mãe! E é este o destruidor da paz nos tempos actuais. É que,se a mãe pode matar o próprio filho, quem me impede a mim de vos matar a vós e a vós de me matar a mim?! ... Ninguém! Deixo aqui o meu apelo a todo o mundo:

"DEIXEMOS A CRIANÇA NASCER!"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Não  se deve temer a presença de numerosos filhos: o mundo não está destinado a tornar-se um cemitério, mas a acolher sempre novas criaturas, destinadas, um dia, a povoar a Pátria Celeste..." (Papa João XXII).

 

 

 

música: A vida é sempre já
publicado por catequesebarra às 23:37