Queridos Paroquianos e Amigos:

Estes três dias que estamos a celebrar condensam em si o centro e o cume do mistério de Jesus Cristo, do ano litúrgico e da vida cristã.

A Páscoa – Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo – constitui o núcleo fundamental da mensagem cristã e dá sentido à vida daqueles que se decidiram a seguir Jesus e a aprender com Ele um estilo de vida nova.

Foi nesta dinâmica pascal que fomos introduzidos quando fomos batizados. Ao longo da nossa vida vamos atualizando este dinamismo pela celebração da Páscoa anual (Sagrado Tríduo Pascal) e da Páscoa semanal (Eucaristia Dominical).

O nosso Deus revela-Se totalmente na Páscoa de Cristo.

Ele é o Deus presente à humanidade desde sempre, mas agora torna-se o Deus que se põe do nosso lado, que partilha a dor humana e que lhe dá um sentido de superação. A Páscoa de Jesus grita-nos que o mal do mundo, o sofrimento humano e a própria morte não têm a última palavra. A última palavra é da vida, é do Amor, é da felicidade… é de Deus!

Desde a experiência do túmulo vazio, ao longo de centenas de gerações, os discípulos de Jesus não deixaram de anunciar e comunicar esta boa nova, que transforma corações e vidas. É a nossa vez de a transmitir a todos aqueles que precisam de se deixar tocar por este dinamismo pascal.

Levemos os gestos e as palavras de Jesus.

Levemos, de forma existencial, a certeza de um Amor que vence tudo, porque “é mais forte do que a morte” (Cf. Cânt. 8, 6).

P. Ângelo

 

 

tags:
publicado por catequesebarra às 11:45