Céu de estrela e de noite é o meu tecto, Senhor.
Perdido, viajo à procura de quem sinta a minha dor.
Dor de esperança ferida, enche o meu peito, e o calor
que é a saudade de ter junto de mim conforto e amor.
Que é a saudade de meus pais, Senhor.

 

 

Busco a fonte do amor, busco alguém p'ra partilhar.
Este fogo interior, busco a mãe, o pai, o lar.
Porque juntos somos um,
Juntos p'ra aprender a amar.

 

 

Vejo uma luz ao longe, mal consigo acreditar
Uma mão se estente e o abraço está a chegar
Um regaço me acolhe, minha família, meu bem.
Este tesouro que eu sempre tive e desprezei.
Graças, Senhor, p'lo que eu encontrei
.

"Família", do grupo Saldaterra

publicado por catequesebarra às 01:36